Sistema de monitoramento com webcam

Olá pessoal!

 

Hoje é coisa rápida, a dica é uma ferramenta que permita transformar aquela famosa webcam que fica jogada em gavetas por ai em ferramenta para monitoramento.

Eu fui levado a buscar esta alternativa devido a necessidade específica de um cliente que precisava monitorar sua loja aproveitando os equipamentos que ele já possuía.

Fiz vários testes até encontrar esta ferramenta aqui.

telaWebCamXP

O webcamXP, que trata-se de uma ferramenta gratuita para utilização de duas câmeras.

Caso você preciso de um número maior que esse pode entrar em contato com a empresa para aquisição do programa com mais possibilidades.

Para baixar o webcamXP ou ter mais informações basta acessar o site da empresa clicando aqui.

http://www.webcamxp.com/home.aspx

Outras informações interessantes

  • A ferramenta suporta diferentes tipos de câmeras, como câmeras  IP ou até mesmo captura de sinal gerado por placas de captura e aparelhos de DVR.
  • Caso você necessite utilizar mais de duas webcam no mesmo computador vai precisar de um placa controladora USB PCI, pois a largura de transmissão USB só permite uso de duas webcams.
  • Para posicionar uma webcam mais distante do computador você pode usar extensões USB, porém a distancia máxima entre o pc e a webcam não pode passar de 6 metros.
  • O webcamXP permite que você transmita as imagens através da rede usando servidor de http, que pode ser acessado por qualquer navegador de internet.

 

Bom, espero que esta dica tenha sido util, e nos próximos posts farei um tutorial de como instalar e configurar o uso do webcamXP.

 

Até a próxima!

 

Israel Lucania

 

 

 

Virtualização

Olá pessoal!

 

A palavra virtualização é algo cada vez mais comum no dia a dia de estudantes, profissionais ou simplesmente entusiastas de tecnologia, e hoje vamos começar a desmistificar essa história de Virtualização.

Vamos lá então!!!

Mas o que é esse negócio de virtualização então?

Tecnicamente podemos dizer que virtualização é reproduzir um ou mais computadores fictícios, dividindo os recursos do computador real, com o objetivo de ter um melhor aproveitamento de recursos.

Isso na prática significa por exemplo, que eu posso ter a experiência de utilizar sistemas operacionais sem a necessidade de comprar outros computadores nem mesmo de ser obrigado a formatar minha máquina de uso.

Ai, vamos além um pouco, quanto melhores forem os recursos do meu computador, mais maquinas virtuais poderão ser utilizadas nele.

Para exemplificar:

  • No ambiente educacional, um professor pode mostrar uma versão de um Windows, Linux ou qualquer outra ferramenta fazendo uso dessa técnica.
  • No ambiente profissional são criados ambientes virtuais de desenvolvimento de sistemas e testes de forma padronizada e que podem ser rapidamente restaurados caso ocorra algum problema ou mesmo quando um novo profissional é admitido, ele já recebe o ambiente pronto.
  • Levando para a área de infraestrutura, podemos ter diversos servidores virtuais instalados em um servidor físico, trazendo maior aproveitamento do equipamento em questão, e até mesmo diminuindo o custo de aquisição, manutenção entre outras coisas!!! Tudo aquilo que um gestor quer, mais produtividade com menor custo!

 

Bem, espero ter ajudado a vocês entenderem o que é virtualização e como podemos fazer bom uso dela!!!

Este artigo foi mais técnico, mas se tiverem dúvidas podem me contatar!!!

israel@lucania.com.br

Antes de encerrar, quem quiser brincar com virtualização pode começar fazendo o download das seguintes ferramentas:

VirtualBox – http://www.virtualbox.org

VmWare Player – http://www.vmware.com/br.html

 

Abraço, e até a próxima!!!

Programa para baixar vídeos do Youtube

Olá pessoal!

 

Hoje estou passando para deixar uma dica rápida!

Muitas pessoas me perguntam que programa eu uso para baixar os vídeos do Youtube, minha resposta é sempre a mesma, existem vários programas que permitem fazer isso, mas até o momento o que mais produz resultado positivo é o aTube Cacther.

Um programinha freeware que além de baixar vídeos do YouTube, permite entre outras coisas, baixar também somente o áudio dos vídeos!

Num próximo post, eu mostro melhor as funções do aTube, hoje a ideia era mostrar a vocês que esta ferramenta existe e onde baixá-la.

Já ia, esquecendo, para baixar o aTube basta entrar no site da ferramenta e realizar o download clicando neste link.

Esta aqui é a tela inicial dele!

atube

Até a próxima pessoal!

 

Abraço,

 

Israel Lucania

Como remover o ícone de atualização para Windows 10

Olá pessoal!

 

O Windows 10 tem sido oferecido de maneira gratuita pela Microsoft para usuários do Windows 7, 8 e 8.1.

A atualização é oferecida através de um ícone que fica sendo exibido ao lado do relógio do sistema como a que vemos abaixo.

Notificação-do-Windows-10

Esse ícone é exibido através de um processo chamado GWX.EXE.

Nós podemos remover este ícone de várias formas, ocultando as notificações sobre ele, finalizando o processo no Gerenciador de Tarefas, ou até mesmo através de aplicativos, mas a maneira mais funcional que encontrei foi a de localizar a atualização referente ao Windows 10 e desinstalá-la, e na sequencia não permitir que o Windows seja mais atualizado de maneira automática.

Siga os passos

 

1 – Abra o Painel de Controle

2 – Vá até Programas e Recursos

3 – Depois clique em Exibir atualizações instaladas

4 – Localize a atualização KB3035583

5 – Selecione a KB3035583 e clique em desinstalar

6 – Após o computador ser reiniciado vá até as opções do Windows Update e configure o Windows para informar que existem novas atualizações e permitir que você escolha quando instalar

 

Eu tenho utilizado bastante este recurso pois diversos clientes que tenho não tem interesse em utilizar o Windows 10.

 

Agora se você tiver interesse não esqueça, pois no próximo dia 29 de julho a Microsoft encerra a disponibilização gratuito do Windows 10.

 

Até a próxima pessoal!

 

Israel Lucania

Descobrindo os seriais do seu pc

Olá pessoal!

 

Hoje meu objetivo é passar a vocês uma dica rápida!

Algo que foi necessário em alguns momento e que eu sofri para resolver, mas de tanto pesquisara acabei encontrando uma maneira.

Trata-se de uma ferramenta que captura os números de série dos programas que estão instalados em nossos computadores.

É uma ferramenta bem simples chamada ProductKey e desenvolvida por uma empresa chamada Nir Sofer e que permite de maneira bem simples resgatar os números de série utilizados para a instalação de ferramentas, neste caso principalmente Microsoft.

Eu testei e ele mostra os números de sério do Windows, do Office e das ferramentas Microsoft que você fizer uso em seu pc.

Ao rodar ele você verá uma tela parecida com essa:

 

O único cuidado que devemos ter é utilizar a versão correta para o meu Windows, ele ter versões 32 e 64bits.

Mas porque usar essa ferramenta, você deve estar se perguntando?

Para quem faz manutenção pode ser muito útil quando você pega aquela máquina pra formatar que o dono não tem nenhum documento dela, com o número de série do Windows por exemplo.

Ou quando vem aquela máquina com o número de série gravado direto na BIOS.

E por último simplesmente porque você não lembra e está com preguiça de procurar aquele papel onde anotou, ou pior aquele arquivo de texto com o nome seriais, que normalmente nós temos vários repetidos e nunca temos certeza se é o certo.

 

Até a próxima pessoal!!!

 

 

 

Aplicativos do Microsoft Office em Modo de Segurança

Olá pessoal!

 

Hoje estou aqui para dar uma dica rápida e que me ajudou muito recentemente!

No meu dia a dia, por diversas vezes, pego máquinas com problemas que fazem os aplicativos do pacote Office, Word, Power Point, Excel entre outros, travem, fechem sem salvar alteração e até mesmo em alguns casos obrigando o usuário a reiniciar o computador para que tudo volte a funcionar.

Erros como este no Word

erro_word

Ou este no Excel por exemplo

erro_excel

Muitos desses erros são causados, por plug-ins que instalamos, ou que nossos clientes instalam nos computadores.

Caso você receba uma dessas mensagens de erro e fique na dúvida se é problema na ferramenta mesmo ou em algo que foi instalado nela é possível executar os aplicativos do pacote Office em Modo de Segurança ou Modo Seguro, usando umas das linhas de comando a seguir:

Para chamar o Word em Modo Seguro:

1 – Aperte a Tecla do Windows combinada com a letra R ( Win + R)

2 – Na linha Executar digite winword /safe e clique em Ok ou aperte a tecla <ENTER>

Para chamar o Excel em Modo Seguro:

1 – Aperte a Tecla do Windows combinada com a letra R ( Win + R)

2 – Na linha Executar digite excel /safe e clique em Ok ou aperte a tecla <ENTER>

Para chamar o Power Point em Modo Seguro:

1 – Aperte a Tecla do Windows combinada com a letra R ( Win + R)

2 – Na linha Executar digite powerpnt /safe e clique em Ok ou aperte a tecla <ENTER>

 

Lembrando caso exista alguma dúvida a combinação WindowsKey + R está na imagem abaixo:

winR

 

Até a próxima pessoal!

 

 

Removendo vírus que transforma pastas e arquivos em atalhos

Olá pessoal,

 

Bem, como trabalho também em escolas, já não é de hoje que ouço reclamações sobre ter perdido tudo que estava no pendrive.

Isso é causado por um vírus, já relativamente antigo que altera as propriedades de visualização de arquivos e pastas e em seu lugar cria atalhos, e as vezes nem isso.

Em determinadas vezes você verifica o espaço utilizado no pendrive e ele mostra que está cheio ou quase e você não entende porque não consegue ver nada.

Na maioria das vezes as pessoas formatam o pendrives e acabam perdendo todos os seus dados.

Por causa dessas reclamações decidi postar aqui uma maneira de remover esse problema dos pendrives.

Vamos aos passos!

1 – Usando a tecla de atalho do Windows, aquela que tem a imagem de uma janela combinada com a tecla R ( Teclado do Windows + R)

winR

2 – Você verá essa tela:

Executar

3 – Digite na linha Abrir a palavra CMD e depois clique em OK:

Executar_CMD

4 – Na tela do prompt digitar a linha de comando da imagem abaixo e aperte a tecla <ENTER>

CMD_Attrib

5 – Após o comando ter terminado, você voltará a ter acesso aos seus arquivos.

Sugiro, que neste momento você copie todos os seus arquivos para um computador, formate seu pendrive e ai sim devolva os arquivos ao seu local de origem.

 

Independente de qualquer coisa, não esqueça de sempre ter uma cópia de segurança de seus arquivos.

Aqui mesmo no blog, já postei uma ferramenta que pode ajudar neste sentido o SyncToy.

 

Até a próxima pessoal!

 

Israel Lucania

 

Windows ReadyBoost

Para melhorar o desempenho de um computador, muitas vezes nós  optamos por aumentar a quantidade de memória RAM da mesma. Mas isso pode levar tempo, tempo que normalmente não temos. Além do que dependendo do computador em questão pode se tornar inviável.

Mas essa nova funcionalidade surgiu no Windows Vista, mas está presente também no Windows 7, 8 8.1 e 10, veio para amenizar o nosso problema em relação ao tempo e aumentar o desempenho de um computador sem gastos adicionais.

 

O que é Windows ReadyBoost?

 O Windows ReadyBoost é um novo conceito de memória em um sistema. Você pode usar uma memória flash não volátil para adicionar memória ao sistema. O dispositivo de memória flash serve como memória cache, que é a memória que o computador pode acessar muito mais rápidamente do que os dados de um disco rígido.

O Windows ReadyBoost trabalha com a gestão de memória inteligente do Windows Vista. o Windows SuperFetch e pode trazer assim um ganho de desempenho considerável ao sistema.

O que eu preciso para poder utilizá-lo?

Para poder utilizar o Windows ReadyBoost é preciso ter um MP3 Player, um Pen Drive ou um cartão de memória SD, com no minimo 256 MB, e no máximo 4GB de memória.

Conexão USB 2.0

Minimo de 64 MB disponiveis no dispositivo de memória que será utilizado.

Como utilizá-lo?

Para uliitizar o Windows ReadyBoost basta inserir seu pen drive por exemplo em uma das portas USB do seu computador e aguardar a leitura automática que é feita por uma das versões do Windows informadas acima.

Se seu dispositivo atender as condições necessárias o próprio Windows Vista vai lhe oferecer a opção de Aceleração do Sistema como podemos ver na imagem abaixo, indicando que seu disposotivo pode ser usado para acelerar o sistema.

readyboost1

Para configurar o uso do Windows ReadyBoost você deve configurar o seu dispositivo como a figura abaixo:

readyboost2

Localizando a aba ReadyBoost e marcando a opção que indica que o dispositivo será utilizado para a aceleração do sistema.

Importante:

Para que seu pen drive funcione bem na Aceleração do seu sistema você deve seguir a escala de 1:1, para cada MG de aceleração você deve ter 1 MB livre em seu pen drive.

Por que utilizar o Windows ReadyBoost?

Por exemplo, suponha que você está atrasado para uma reunião importante e depende de terminar com rapidez a edição de um determinando documento.

Imaginando que você já tenha em mãos memória necesária para expansão eu pergunto:

Você vai parar a edição para desligar o micro e abrir ele para instalar o  novo módulo de memória?

Eu garanto que não! Ainda mais conhecendo mais essa nova funcionalidade trazida pelo Windows Vista que permite adicionar memória ao seu micro quase que instaneamente.

O Windows ReadyBoost não é solução dos nossos problemas, quando falamos em falta de memória mas é uma grande ferramenta para aumento do desempenho de um computador desde que isso seja feito em ocasiões especificas.

Mas nunca se esqueça que de uma forma geral a melhor maneira de se melhorar o desempenho de um computador continua sendo o Upgrade que pode ser de memória RAM, processador, HD, ou ainda um conjunto com todos as  peças citadas.

Até a próxima pessoal!

Israel Lucania

Caracteres Especiais – Tabela ASCII

Olá pessoal!

Para começar bem o ano, vamos relembrar um pouco o passado…

Talvez, esta publicação não interesse a um usuário comum, mas pode ser que interesse quem sabe….

…Momento filosófico…

 

Mas brincadeiras a parte é o seguinte, eu tenho um tempinho de estrada na área de TI e peguei teclados que não tinham o “Ç”, “°”, ou “ª” facilmente acessíveis, assim tínhamos que recorrer a uma tabela com código que combinados resultavam nos caracteres que queríamos como por exemplo ALT (lado esquerdo teclado) combinado com as teclas 1,6 e 7 do teclado numérico formavam o “º”, entre outros.

Essa tabela é velha conhecida do pessoal da informática, a ASCII – American Standard Code for Information Interchange. Que é a junção das tabelas ASCII Normal (32 a 127), tabela dos Caracteres de Controle (0 a 31) e a tabela ASCII Estendida (128 a 255).

Ela ajuda demais aos profissionais, curiosos como eu, e acredito quem está lendo estas linhas agora, dessa maneira resolvi que seria interessante disponibilizar a lista com as principais combinações de teclas que podemos utilizar.

Ela vai server para o pessoal que estiver estudando sistemas operacionais, e na hora de fazer uma manutenção por exemplo, pois acreditem em mim, quem atua nessa área pega casa situação…..

Bom chega de blá, blá, blá!!

Brinquem um pouco com a tabela, essa é uma versão resumida!!!

resumo_ASCII_ext

Só para entendimento, faz o teste, ao invés de usar o Alt Gr + a tecla ] para inserir o símbolo de º, utilize a sequencia que a tabela mostra

combinado com a tecla Alt:

Assim, Alt + 167 (segure a tecla Alt e ao mesmo tempo digite 167) e veja o resultado.

Baixe a tabela completa clicando aqui.

Até a próxima!

Israel Lucania

Gerando texto automático no Word

Olá pessoal!

 

Tentando manter a tradição, estamos aqui para postar mais uma dica!

 

Vamos la!

O Word tem algumas funções escondidas interessantes e outras nem tanto. Vou passar pra vocês 3 pequenas funções legais, mas com uma única utilidade prática o estudo ou mesmo treino de uso de formatação de texto, usando os padrões da ABNT.

Como assim?

É o seguinte, se você precisar gerar uma quantidade grande de texto que não precise fazer sentido, simplesmente para preencher um número de páginas.

Aqui vão elas:

Rand(): é uma função que gera texto automático usando dicas de uso do próprio Microsoft Word.

Como usar:

1 – Crie um novo documento no Word

2 – Digite: =rand(2,2), como na imagem a seguir.

rand

3 – Pressione a tecla <ENTER> e veja o resultado.

resultado_rande

Rand.old(): é uma função que gera texto automático usando todas as letras do alfabeto de forma aleatória.

Como usar:

1 – Crie um novo documento no Word

2 – Digite: =rand.old(2,2), como na imagem a seguir.

randold

3 – Pressione a tecla <ENTER> e veja o resultado.

randold_resultado

Lorem(): é uma função que gera texto automático, só que usando uma língua conhecida como morta, o Latin.

Como usar:

1 – Crie um novo documento no Word

2 – Digite: =rand(2,2), como na imagem a seguir.

lorem

3 – Pressione a tecla <ENTER> e veja o resultado.

lorem_resultado

 

Finalizando, em qualquer uma das três funções, basta colocar dentro dos parenteses(), o número de parágrafos, seguido pela quantidade frases por paragrafo.

Então não esqueça:

=rand(4,4) – Texto automático com dias do Word, com quatro parágrafos e quatro frases por paragrafo.

=rand.old(4,4) – Texto automático com as letras do alfabeto, com quatro parágrafos e quatro frases por paragrafo.

=lorem(4,4) – Texto automático em latin, com quatro parágrafos e quatro frases por paragrafo.

 

Espero ter ajudado alguém mais esta dica.

 

 

Até mais pessoal!

 

Israel Lucania

 

 

 

%d blogueiros gostam disto: